Escolha uma Página

executorInovação no Gerenciamento da Manutenção

O status da área de manutenção é aumentado na medida em que a percepção de sua real importância é assimilada pela empresa.

Curiosamente, não adianta ser importante e indispensável, tem que ser percebido como tal, o que é diferente. Para isto, é necessário que os gestores de manutenção, desenvolvam uma postura de contribuição para o negócio. Ou seja, devem vencer a visão operacional e desenvolver uma visão de “performer” aqui entendido mais do que um simples executivo, mas um profissional que faz acontecer. Uma pessoa que dá para a sua empresa tudo que a mesma precisa de sua área para a concretização de negócios, razão de sua existência.

Isto é inovação na área de gestão de manutenção! Sair de um papel reativo para um papel pró-ativo. Transformar a manutenção numa área tão importante e reconhecida como a mesma é percebida no mercado de aviação por exemplo. Tudo bem que no mercado citado a percepção parece ser mais óbvia. Mas, espere, deixar a empresa apta a operar contando com o máximo de equipamentos/máquinas funcionais também não é óbvio? E de quem é esta função senão dos gestores de manutenção?

Com centenas de máquinas/equipamentos, com distribuição dos mesmos em várias unidades de negócios situadas em endereços diferentes e com equipes internas e externas (terceirizadas) não dá para gerir tudo isto sem um sistema de informação adequado. Sistemas “clássicos” não resolvem, estamos na era da internet e da mobilidade já há alguns anos. Muitas empresas ainda agem como se estivéssemos na era do “fax” (lembra disto?). Considere seriamente o uso de sistemas de informação para a sua área na modalidade “SaaS”, onde o software é contratado como um serviço para uso imediato e com a prerrogativa de baixo custo de aquisição associado à possibilidade de cancelamento se não atender aos requisitos do seu negócio. Sem longos e caros projetos de TI, sem fila de espera, sem reuniões intermináveis e com comparativamente baixíssima taxa de insucesso. Isto dá muito mais eficácia para a sua área de TI que pode ser parceira na seleção de fornecedor, desde que ela mesma tenha a visão inovadora dos “performers”.

Inove por gerir a manutenção como uma unidade integrada, não importando se o serviço foi executado por uma equipe interna ou externa. Controle, mensure e extraia o melhor em prol de sua empresa.

Dê à alta direção de sua empresa a segurança de que podem levantar voo e contar com a infraestrutura de máquinas/equipamentos adquiridos. Seja parte ativa de qualquer plano de expansão!