Escolha uma Página

equipamentos VarejoPor que o Gerenciamento de Manutenção não é só da indústria.

O “Gerenciamento de Manutenção” ou “Gestão de Manutenção” está normalmente associado a indústria, pelo menos em termos formais. Nelas, é comum encontrarmos uma ou mais “caixinhas” no organograma, as equipes são bem definidas com chefias e escopo de atuação bem determinados.

No entanto, no comércio varejista e na área de serviços, salvo exceções, o cenário da indústria não se repete. Mesmo reconhecendo o papel vital da área de manutenção em manter os diversos equipamentos e máquinas operacionais, falta formalização, as equipes existem e respondem a mais de uma chefia e as demandas são resolvidas casuisticamente.

O problema gerado por este amadorismo no gerenciamento da manutenção é enorme, entre eles podemos destacar:

  • descontrole de custos de manutenção
  • máquinas/equipamentos parados e sem controle de disponibilidade
  • perda/extravio de equipamentos/máquinas
  • prejuízos de imagem junto aos clientes finais
  • recepção de serviços terceirizados sem controle de custos e qualidade equiparando os bons e maus prestadores de serviços no mesmo nível em prejuízo dos primeiros além da própria empresa
  • enorme perda de tempo dos colaboradores, saindo de suas atividades-fim para resolverem suas demandas de manutenção
  • perda de dinheiro

Não estou defendendo necessariamente a criação de um cargo formal no organograma e sim, o reconhecimento de que esta é uma área que afeta a operação da empresa e portanto deve ter um responsável para responder e gerenciar a mesma.

Vale destacar que uma simples organização nesta área gera economia financeira suficiente para manutenção da equipe com sobras se sua empresa possui centenas de equipamentos/máquinas. Você estará fechando um “ralo financeiro” e sua imobilização de milhares de reais em ativos físicos estará otimizada.

A fórmula mínima passa por:

  • definição de um responsável
  • estabelecimento de uma metodologia para a manutenção (própria ou mais praticadas no seu mercado de atuação)
  • seleção de um sistema de informação para controle do gerenciamento
  • definição de um processo de negócio padrão para que todas as áreas da empresa executem quando demandarem algum serviço de manutenção

Aplicando a fórmula acima, em pouco tempo sua empresa terá resolvido este problema.